domingo, 25 de maio de 2008

Cacau Industrial e Comercial

No dia 24 de maio, sábado, funcionários pintavam a fachada do prédio da antiga unidade fabril da Cacau Industrial e Comercial Ltda., conhecida como Kaufmann, fundada pelo patricarca Hugo, na primeira metada do Século XX.




Com base no despacho do Juiz Dr. Júlio Gonçalves da Silva Júnior, a Prefeitura de Ilhéus iniciou no dia de hoje, 25, a demolição da velha fábrica.















Fotos sequenciadas da demolição de parte do telhado (no fundo da fábrica), arrastada pela Michigan.







5 comentários:

Pela memoria de Ilhéus disse...

Paredes dobradas, proprietário iniciando reforma, conforme fotos, que perigo estaria sendo para a população? Perigo sim, para aqueles prepotentes que se acham os donos de Ilhéus, alardeando por aí que o proprietário do imóvel havia dito que "Ilhéus não tem homem para derrubar". Mentiras para realizar mais um ato insano desse governo, que está dando poderes a quem não sabe usar.

Catucadas disse...

Respeito a opinião do caro leitor anônimo, porém, 'caiar' as paredes externas após um despacho judicial que proibe qualquer intervenção no imóvel, não é investimento. Isso sim é insanidade.
Recusar-se a assinar notificações administrativas e judiciais, é mais do que dizer que Ilhéus não tem homem.
Caro leitor, visite os andares do Edifício Kaufmann, construido no local onde foi a sede da empresa, no centro comercial da cidade e você poderá perceber o carinho com Ilhéus.
Amanhã veja a matéria sobre a então poderosa Cacau Industrial e Comercial S.A. com fotos da usina em funcionamento.
Se a atitude não dosse tomada, daqui a 50 anos essa discussão continuaria.

Anônimo disse...

Esse carro antigo, reformado seria uma boa para história de Ilhéus...

Anônimo disse...

Foi ótima ação da demolição do prédio da antiga fabrica. Hoje aparece alguns dando opinião contrária a decisão, Nossa Ilhéus precisa de transformação mais radical para sair do atraso de muitos e muitos anos. Deixando de dar oportunidade ha alguns que só querem o próprio interesse em detrimento da nossa população.

Roots disse...

Em um determinado momento fui a favor da derrubada, mas confesso q fiquei indignado com toda a história q foi saqueada!
Saqueamento esse cometido por ambas as partes, a família kaufman que ñ tomou providências e deixou q isso vinhesse a acontecer e pela prefeitura q após a derrubada vendo todo aquele acervo histórico ñ tomou as providências necessárias. Veio alegar q colocou vigias na área, mas acho q eles ñ fizeram o seu papel corretamente!
Em suma pelo q venho acompanhando agora a briga vai ser na justiça, e acho q a família deve brigar pelo saqueamento e ñ pela derrubada.