sexta-feira, 4 de abril de 2008

Lembrança de Coló

Sem saber explicar a razão, veio em minha mente a lembrança de Coló. Fã incondicional de Castro Alves, por muitas vezes levou recados desaforados do poeta ao professor Ruy Barbosa, num indo e vindo interminável entre as praças dedicadas aos dois ilustres baianos no coração da cidade de Ilhéus, trazendo a resposta do Águia de Haia.
Faço uso do bordão de Coló, para homenagear nossa cidade. Quanto mais "pronto" ele estava (em suas farras memoráveis), mais ele repetia em alto e bom som: "Ilhéus é linda, Ilhéus é bonita! Sou Ilhéus e não abro!"
Coló está fazendo falta.
Essas fotos, realizadas no último dia 29, são dedicadas à sua memória.






Um comentário:

Lão disse...

Amigo Nazal,
Gostei e também lembrei de Coló, a quem conheci muito, como você sabe ele foi vizinho e amigo de minha mãe. Gostaria de lhe dizer que presenciei várias conversas dêle com o Poeta Castro Alves, pois frequento aquela praça desde minha infância.
Como lhe considero um dos responsáveis pela preservação da memória de nossa Ilhéus, reafirmo que ele não gostava muito de Ruy Barbosa, quando ia na outra Praça, como êle mesmo dizia, era realmente para dizer desaforos. Acrescento ainda que Coló tinha uma intimidade tão grande com Castro Alves que o chamava de Antônio e não admitia nenhum tipo de comparação, Castro Alves era melhor em tudo.
Lão.