sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Resposta ao Presidente do PT

Em nota publicada neste conceituado Site o presidente do PT de Ilhéus, pessoa a qual respeito e que por duas vezes inclusive foi meu candidato a vereador, diz que o PT nada teria a ver com uma campanha de difamação orquestrada contra o prefeito Newton, e levada a cabo pelo ex-prefeito Valderico, penso que o Elieser que conheci no passado, não faria tal afirmação se não achasse que estaria falando a verdade, no entanto quando alguém mente quando acha que esta falando a verdade é porque esta sendo enganado e, infelizmente foi isso que fizeram ao presidente do PT.

Vejam, se não fosse verdade que o PT estaria por trás da tentativa de tentar confundir a opinião publica ligando Newton ao prefeito cassado Valderico, porque então o programa eleitoral de Ruy anunciou a manchete de um jornal que começou a circular hoje com a uma estranha e confusa entrevista do neo-aliado petista Valderico Reis? E mais, como um programa que é gravado de véspera teria como a manchete principal a mal fadada e estapafúrdia entrevista?

O presidente do PT, em outro argumento diz que o Prefeito Newton estaria ligado a Valderico porque não teria proposto nenhuma ação contra a sua desastrosa administração, penso que mais uma vez enganaram o companheiro Elieser, pois segue abaixo a relação das ações encaminhadas pelo governo Newton ao Ministério Publico contra o ex-gestor cassado.

Se o PT queria envolver Valderico na campanha poderia ser pelo menos de maneira mais inteligente, pois não convém expor uma pessoa de bem como é Elieser a uma situação ridícula dessa.


Saudações Socialistas.

Magno Lavigne.
Presidente do PSB Ilhéus.


Veja as ações:

MEDIDAS JURÍDICAS PROPOSTA CONTRA O EX-GESTOR VALDERICO REIS AÇÕES JÁ AJUIZADAS EM TRÂMITE NA JUSTIÇA EM AÇÃO CONJUNTA COM A PROCURADORIA JURÍDICA DO MUNICÍPIO DE ILHÉUS E COM O MINISTÉRIO PÚBLICO DA BAHIA

1 - Ação Civil Pública contra Valderico Luis dos Reis (Proc. 1615073-5/2007), por ato de improbidade administrativa decorrente de irregularidade na licitação n. 014/2005, relacionada ao fornecimento de combustível, no valor de R$0,00, ÀS EMPRESAS GABRIELA VEÍCULOS LTDA., GOMES NASCIMENTO COMÉRCIO DE COMBUSTÍVEIS LTDA., GUEP COMÉRCIO E DERIVADOS DE COMBUSTÍVEIS LTDA.
2 - Cautelar Inominada contra Valderico Luis dos Reis (Proc. n.1585888-5/2007), incidental ao proc. 1615073-5/2007 em que a justiça determina A INDISPONIBILIDADE DE BENS de Valderico.
3 - Cautelar Inominada contra Valderico Luis dos Reis (Proc. n.2166905-1/2008), incidental ao proc. 1615073-5/2007 , em que a justiça determina O SEQUESTRO DE 03 MÁQUINAS DO TIPO RETROESCAVADEIRAS, em nome de Gabriela Veículos Ltda. no valor de R$835.000,00.
4 - Ação Civil Pública contra Valderico Luis dos Reis, Alexandra Ana Gonçalves de Oliveira (Proc. 2049574-9/2008) por ato de improbidade administrativa relacionado a indícios de irregularidade na licitação 001/2005 e 002/2005, cujo fim é a prestação de serviços urbanos e de coleta de lixo, realizada com a empresa CONST. QUEIROZ GALVÃO S.A. no valor de R$4.565.485,73.
O Município de Ilhéus pediu que fosse feito a conexão com o proc. 1056486-4/2008, no sentido de viabilizar a nulidade do contrato e agilizar o ressarcimento ao erário público municipal.
5 - Ação Civil Pública contra Valderico Luis dos Reis (Proc. n. 1978128-1/2008), por ato de improbidade administrativa relacionado contratação temporária de servidor público, no valor R$1.100.000,00.
6 - Ação Civil Pública contra Valderico Luis dos Reis (Proc. n. 1875399-1/2008), por ato de improbidade administrativa relacionado a contratação irregular de servidor público no valor de R$11.000,00.
7 - Ação Civil Pública contra Valderico Luis dos Reis (Proc. n.1914477-3/2008), por ato de improbidade administrativa relacionado a publicidade promocional de agente público no valor de R$30.000,00.
8 - Ação Civil Pública contra Valderico Luis dos Reis (Proc. n.2106514-0/2008), por ato de improbidade administrativa para apurar a mudança do Centro Administrativo, sede da Prefeitura Municipal de Ilhéus e seus eventuais prejuízos no valor de R$50.000,00.
9 - Ação Civil Pública contra Valderico Luis dos Reis (Proc. n.2188881-3/2008), por ato de improbidade administrativa relacionado a contratação de servidor sem concurso público no valor de R$18.224,27.
10 - Ação Civil Pública contra Valderico Luis dos Reis (Proc. n.1894209-2/2008), por ato de improbidade administrativa referente à irregularidade na Concorrência Pública n. 001/2005, prestação de serviços e idiomas, informática e fornecimento de material didáticos, no valor de R$1.760.000,00, relacionado à empresa KATO & MACIEL LTDA.
O Município de Ilhéus no proc. n. 16254866-5/2007, adotou medidas no sentido de anular o contrato firmado com a referida empresa, bem como que fosse promovido o ressarcimento ao erário público municipal.
11 - Ação judicial de restituição de aparelhos móvel celular Valderico Luis dos Reis (Proc. n. 177355-9/2007), tendo em vista não ter sido devolvido ao município de Ilhéus pelo ex-gestor e pelos seus antigos assessores, num total de mais de 100(cem) aparelhos telefones, dado em comodato com o Município pelo OI TELEFONIA CELULAR.
12 - Ação judicial de ressarcimento ao erário público no valor de R$31.596,00 Valderico Luis dos Reis (Proc. n. 2130054-6/2008), relativo à compra e não entrega de computadores para implantação do Centro de Inclusão Digital do Programa Bolsa Família - IGD, nos Distritos de Inema, Banco Central, e Pimenteira, adquiridos da empresa KSOFT COM. E PROD. LTDA.
13 - Ação judicial de ressarcimento ao erário público no valor de R$34.680,00 Valderico Luis dos Reis (Proc. n. 2130065-3/2008), relativo à não localização de eletrodomésticos para uso no Centro de Referências de Assistência Social e Centro de Inclusão Digital nos Distritos de Inema e Banco Central., adquiridos da empresa BAHIA SUL COMERCIO E REPRESENTACAO DE EQUIPAMENTOS DE INFORMATICA LTDA.
14 - Ação Civil Pública contra Valderico Luis dos Reis, Jerbson de Almeida Moraes e Zelinaldo Sena (proc. n. 116053-9/2006) por ato de improbidade administrativa relacionado à cooptação de vereador, no valor de R$10.700,00 (caso do mensalinho).
Também pelo mesmo motivo, respondem os réus à processo crime (Proc. n. 1943584-2/2008).
15 - Ação Civil Pública contra Luciana Barletta Reis (proc. n. 1132283-8/2006) por ato de improbidade administrativa, relacionado ao mal uso de verbas pública, no valor de R$2.500,00 (caso da compra de short/calcinha).
16 - Ação Civil Pública contra Luciana Barletta Reis (proc. n. 1321043-8/2006) por ato de improbidade administrativa relacionado a utilização de serviços enquanto servidor público para fins particulares, no valor de R$7.294,71.
17 - Ação Civil Pública contra Valderico Luis dos Reis (Proc. n. 1527242-8/2007), por ato de improbidade administrativa relacionado a contratação irregular de servidor público no valor de R$9.000,00.
18 - Ação Civil Pública contra Valderico Luis dos Reis (Proc. n. 1339271-3/2006), por ato de improbidade administrativa relacionado a contratação irregular de servidor público no valor de R$20.000,00.

AÇÕES AINDA EM FASE DE INVESTIGAÇÃO E PROCEDIMENTO PELO MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL

1 - Ato de improbidade administrativa referente à reforma geral e construção de salas de aula na creche D. Eduardo, realizado sem licitação pela empresa DSDSA CONSTRUTORA E PAVIMENTADORA LTDA..
2 - Ato de Improbidade Administrativa referente à locação de caminhões, máquinas e equipamentos no uso da retirada de entulhos, com irregularidades detectadas no processo de licitação (que não foi encontrado) com a empresa R&L TERRAPLANAGEM LTDA.
3 - Ato de Improbidade Administrativa referente a locação de ônibus para locomoção e trabalhadores braçal da área operacional, com irregularidades detectadas no processo de licitação com a empresa FREDERICO WILHELM KUSTER - ME.
4 - Ato de Improbidade Administrativa referente ao programa de erradicação do trabalho infantil, com irregularidades detectadas no processo de licitação com a empresa A.R. LIVRARIA E PAPELARIA LTDA.
5 - Ato de Improbidade Administrativa referente ao controle de fornecimento de quentinha e refeições, com irregularidades detectadas no processo de licitação com a empresa DÓRIA SOARES COMÉRCIO DE ALIMENTOS LTDA.

2 comentários:

Weerder disse...

Todas as ações aí listadas são promovidas pelo MP. A grande maioria anterior, inclusive, à posse do Sr. Prefeito.
Outrossim, não se precisa plantar esse tipo de nota. Todos em Ilhéus sabem da relação existente entre Valderico e Lima.
Um vice omisso que fica calado assitindo a corrupção, é corrupto tb. Se ele fosse realmente honesto teria rompido com Valderico já em 2005. Ao contrário disso, foi ser secretário de esportes. Não tentem tapar sol com a peneira.

Diran disse...

Caro Weerder,
É claro que todas as ações foram impetradas pelo MP, pois ao MP compete tal atuação, não possuindo legitimidade ativa a prefeitura di per si, cabendo a esta somente levar ao conhecimento da promotoria.
Saudações
Diran Filho